Aconteceu nos dias 31 de maio e 01 de junho, em Belo Horizonte, o Design Summit. Fazendo parte da programação do BH Design Festival, o Summit foi uma conferência que reuniu nomes relevantes do design, que discutiram os principais assuntos da área.

Além das temáticas habituais, falamos também sobre tendências, criatividade, negócios, diversidade e vários outros temas de interesse comum. A conferência foi realizada pelo CoolHow e a DMAIS Design, apresentado pela DTI, patrocinada pela WeWork e contou com o apoio da ABEDESIGN e da ABSTARTUP.

Quem esteve no Design Summit

Cada uma das diversas atividade foi conduzida por um profissional do universo criativo. Esteve no evento:

  • O vice-presidente de design na América Latina da McKinsey - Fabricio Dore;
  • Os fundadores da Furf Design - Maurício Noronha e Rodrigo Brenner;
  • A presidente da Associação Brasileira de Embalagem - Gisela Schulzinger;
  • A fundadora da Hardy Design - Mariana Hardy;
  • O fundador da Greco Design- Gustavo Greco;
  • E muito mais.

Outras presenças locais, que também fizeram parte do evento, foram:

  • João Souza, cofundador do Fa.Vela;
  • Carolina Mariano, diretora de inovação da Casa Fundamental;
  • Gabriela Santos, cofundadora do Na Varanda e analista de marketing do Ladies, Wine & Design de BH.

Além desses, muitos outros nomes fizeram parte dos dois dias de evento.

Check-in por sala

Um dos grandes desafios da conferência, além da produção em si, foi conciliar as atividades simultâneas. Foram 5 espaços dentro da WeWork Savassi, com mais de 30 atividades, como palestras, entrevistas, painéis e mini workshops. Neste sentido contamos com o check-in por sala, disponibilizado pela plataforma que foi responsável pelas vendas de ingresso, o Lets.events.

Ao chegar no evento, o participante passava pelo check-in principal e era encaminhado para o andar onde aconteceria sua primeira atividade. Porém, para a entrada em cada sala era feita a conferência da pré-inscrição.

Quem tinha feito a inscrição, entrava primeiro e com mais facilidade em cada atividade. A organização nesse sentido foi fundamental.

Antes da chegada no evento, cada participante pôde criar sua própria trilha de atividades, utilizando uma página personalizada que foi criada pela plataforma do Lets.

As atividades estavam organizadas em três principais eixos temáticos:

  • A reinvenção do design clássico;
  • Design e negócios;
  • Design e tecnologia.

O resultado foi uma trilha customizada com conteúdos que faziam sentido para cada participante e mais facilidade para todos a cada início de atividade.


Mais do que design

Como saldo final, o evento foi um grande sucesso. A experiência dos participantes em cada atividade foi como esperávamos e cada feedback dado foi bem aproveitado pela produção.

Quem estava presente no evento teve a oportunidade de ouvir cases de profissionais que são referências no mercado, aprender técnicas e metodologias para serem aplicados em seus negócios ou trabalho e entender bastante sobre o universo que envolve a criatividade.

Mais do que sobre design, o evento trouxe temas que estão em pauta de como devemos olhar para o futuro do trabalho e do que é feito.

Se você foi no Design Summit, conte para gente como foi a sua experiência! Caso não tenha participado, não se preocupe, ano que vem tem mais. É só ficar de olho nos eventos do Lets.events.