Ø Calixto lista 11 festas brasileiras para você conhecer, brilhar e ser feliz

Guitarras, computadores, tamborins e alguns carnavais. Não importa a época, nem o instrumento. Cláudio Calixto, ou Ø Calixto, como é conhecido na noite, vê e faz música com tudo que lhe cerca. DJ, produtor musical, agitador cultural e relações públicas, foi uma das mãos (e ouvidos) por trás da programação musical da Oi FM, rádio plural que fez com que o dial se transformasse novamente num bom lugar de descobertas sonoras.

Sempre movido por música, sua trajetória até chegar às pick-ups foi só uma questão de tempo. Os primeiros convites surgiram depois de algumas playlists criadas sem pretensões para festas de amigos. Desde então, seu som que equilibra um pouco de “maldadezinha e puro balanço”, já animou noites em lugares como Benfeitoria, Arcângelo, Velvet, Baixo!, Guaja e Pajubar, em Belo Horizonte, e fez com que noites frias do baixo Augusta, em São Paulo, se tornassem fervidas.

Além disso, coordena a bateria do ZiriGGYdum Stardust, bloco do carnaval de Belo Horizonte que homenageia David Bowie e, recentemente, criou a Panthera, festa feita para te arrancar do chão e abrir tua cabeça. Com o Lets, ele compartilha uma lista de 11 festas brasileiras com jeito de festa que a gente gosta.

11 festas pra ampliar sua ideia de diversão

1. Master P L A N O! Festa de música eletrônica, que democratiza o entretenimento, transformando lugares públicos de Belo Horizonte em evento de verdade. De quebra estabelece uma conexão musical com o que é tendência dentro e fora do Brasil.

2. Transa! Sabe festa com energia boa? Pois então. Ela dedica 100% do seu repertório à música brasileira (tanto o que já foi sucesso e o que vai ser). Feita para os mineiros suar a camisa e beijar na boca.

3. Ursound! Dedicada aos “ursos” (rapazes gays gordinhos, peludos e barbudos). O som mistura clássicos do pop, house, disco, indie, rock e soul. Acontece em São Paulo e a jogação é garantida!

4. Mamba Negra! Se está afim de mergulhar fundo na música eletrônica e viver uma experiência sonora, meu conselho é acompanhar as datas da festa paulista e se preparar para se divertir!

5. Minha luz é de LED! Uma bicicleta-trio-elétrico tocando o mais chicletinho (sabor babalú tutti-frutti) dos hits! É essa a cara da festa, que tem clima de bloquinho de carnaval (daqueles bons). Vale tudo! A festa acontece nos mais divertidos guetos do Rio de Janeiro.

6. Mientras Dura! Ciganismos. Sons nada convencionais. Um pouquinho de fúria e uma porção bem servida de cores de Almodóvar. Pra mudar todas as suas perguntas e deixar o pudor de lado. Em Belo Horizonte.

7. DENGUE / Duelo de Vogue! “MEO AMOR”! Feita para se jogar no carão (do bem)! Um duelo das “bunitas”, das que não têm medo da plateia. Pra voltar pra casa brilhando. Em Beagá.

8. Geleia Geral! Delicinha de festa. Música brasileira que te faz viajar pelos quatro cantos do país. Tem gosto de suspiro. Em Belo Horizonte. Pra chamegar e ser feliz.

9. Abacaxi LIMÃO! Pra colorir, esquentar e encher a noite de São Paulo de sabor. Hits e músicas brasileiras alternadas e juntinhas para você se acabar na pista.

10. Fervor! Festa pra quem gosta de descobrir misturas sonoras entre o house, o eletro e o que ferveu nas pistas dos anos 70. Quem comanda a festa, aliás, é o gato do Joapa, produtor e DJ de Beagá.

11. Panthera! Não poderia deixar de fazer meu lobby. Panthera é uma festa colorida, cheia de brilho e glamour. A noite é embalada por hits de várias décadas, capaz de resolver todos os seus problemas. Venha aberto e com energia para ver, ouvir, dançar e, claro, cantar junto!

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.