O que é remarketing

Não dá para falar em eventos atualmente sem mencionar o papel do marketing digital para o sucesso das produções. No post de hoje falaremos sobre uma estratégia em especial, o remarketing para eventos e o seu potencial para impulsionar as conversões.

Se você nunca ouviu falar sobre remarketing, acalme-se, pois iremos explicar detalhadamente o que significa e como aplicar nos seus projetos. Acompanhe a leitura para entender e obter insights para levar para os seus eventos. Vamos lá?

O que é remarketing?

Também chamado de retargeting, o remarketing é voltado para pessoas que já demonstraram interesse por determinado produto ou serviço, mas, por algum motivo, não efetuaram a compra.

Quando você cria uma página em uma plataforma de eventos e inicia a venda de ingressos, um grande volume de pessoas acessam aquele site, mas nem todas compram. Não agir em relação a esse perfil específico seria um grande desperdício, certo? Afinal de contas, ficou claro que existe um interesse.

O remarketing foi criado exatamente para esse público, para lembrá-lo daquele item que ele acessou, mas não adquiriu. A estratégia funciona segmentando pessoas que visitaram seu site através de anúncios em outras páginas.

Por exemplo, quando alguém visita o site do seu evento, não compra, sai e vai para um portal de notícias ou mesmo para as redes sociais. Então, é exibido um anúncio promovendo a sua produção para essa pessoa, lembrando-a que houve um interesse. Isso faz com que as chances de compra aumentem consideravelmente.

Através do remarketing, é possível trazer de volta pessoas que não compraram porque ficaram indecisas, porque estavam ocupadas ou simplesmente porque se esqueceram de finalizar o processo. É uma forma de otimizar os investimentos em anúncios e não desperdiçar leads que já foram atraídos.

Por que o remarketing para eventos funciona?

Quer entender melhor por que o remarketing para eventos funciona? Veja alguns motivos que comprovam a eficácia da estratégia.

Maior envolvimento das pessoas com os anúncios

Para muitos consumidores não basta ver um anúncio apenas uma vez, especialmente quando se divide a atenção com diversos conteúdos chamativos na internet. O remarketing faz as pessoas reconhecerem a marca do seu evento e, consequentemente, serem atraídas por ela.

Reconhecimento da marca

Falando nela, a marca tem um papel fundamental para o sucesso da estratégia de remarketing. Quanto mais as pessoas a verem, mais aquela imagem se tornará presente na memória do público.

A Coca-Cola não chegou onde está hoje à toa, sua marca foi vista muitas e muitas vezes até ser reconhecida à distância pelos consumidores. Inclusive, a empresa não deixa de investir em marketing exatamente para não ser esquecida.

Aumento do ROI

ROI é o nome de uma sigla usada para mensurar os resultados de campanhas de marketing e significa Return Over Investment (em português, Retorno Sobre Investimento).

Com a aplicação do remarketing, os retornos obtidos por meio dos investimentos realizados será ainda maior. Afinal, o interesse das pessoas que visitaram a página, mas não compraram, não é desperdiçado. Elas são trazidas de volta e uma parcela significativa acaba finalizando o processo.

Possibilidade de fazer up selling e cross selling

As probabilidades de vender ingressos para pessoas que já foram em alguma produção sua são maiores que para aqueles que não conhecem o seu trabalho. Com o remarketing é possível aplicar estratégias de up selling e cross selling, entenda a seguir.

Up selling: oferecimento de um upgrade no item que está sendo comprado. Em se tratando de remarketing para eventos, pode ser um ingresso VIP, com acesso a atrações exclusivas.

Cross selling: traduzindo, significa venda cruzada, uma estratégia utilizada para oferecer outros itens na mesma compra. No setor de eventos, os produtos oferecidos podem ser camisetas, mais um ingresso para presentear e outros objetos com a marca da produção.

Dicas para usar o remarketing para eventos

Mas e na prática, como fica? Como usar o remarketing para eventos? Confira as dicas que preparamos e veja como aplicá-la em seus projetos.

Segmente seu público

Não dá para classificar os visitantes da página de venda de ingressos do seu evento da mesma forma. Há pessoas que acessam já decididas a comprar, enquanto outras entram e ficam indecisas ou apenas por curiosidade para saber mais a respeito.

Os estágios do primeiro contato até a decisão de compra são classificados em:

Consciência: é o tipo de acesso que o usuário faz mesmo sem a intenção de compra.

Consideração: nesse estágio, há uma intenção de compra, mesmo que ainda “tímida”.

Compra: o passo após a consideração é a realização da compra.

Fidelização: a fidelização pode ser o estágio seguinte à compra, no caso de novas edições do evento ou outros projetos, por exemplo.

As ferramentas usadas para remarketing permitem a segmentação. Assim, cada perfil de usuário irá receber anúncios diferentes, que conversem diretamente com a fase da compra em que se encontram.

Ofereça descontos para incentivar a compra

Às vezes, falta apenas um empurrãozinho para uma pessoa finalizar a compra do ingresso. Por isso, criar anúncios segmentados para esse público com um desconto pode ajudar a impulsionar as conversões. Geralmente, o percentual de desconto nem precisa ser muito grande, pois o mais importante é a ideia de estar recebendo o benefício.

Atenção aos horários das campanhas de remarketing

O sucesso de uma campanha de remarketing para eventos depende do público ver os anúncios. Por isso, tenha atenção aos horários que for programar para a exibição deles. Vale destacar não haver uma resposta padrão sobre isso, é preciso analisar os seus dados e, assim, descobrir o horário mais movimentado entre os participantes do seu evento.

Verifique a necessidade de exibir anúncios para participantes confirmados

Apesar de a venda ser o maior objetivo do remarketing, a estratégia pode ter outra finalidade. Em eventos gratuitos, por exemplo, as pessoas se inscrevem na plataforma de ingressos, mas podem se esquecer de comparecer. Assim, os anúncios poderão servir como lembretes para garantir o público esperado.

Agora você já conhece o potencial do remarketing para eventos e sabe como aplicar a estratégia. Quer conferir mais conteúdos informativos e dicas sobre o setor de eventos? Navegue por outras postagens do Lets.blog e aproveite!

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *