Criar vínculos e manter uma relação próxima ao cliente é, sem dúvidas, a melhor forma de fidelizá-lo. Mas para ter sucesso e atender às necessidades de forma assertiva, é preciso conhecer bem o seu público.

O banco de dados dos clientes é o primeiro passo para catalogar pessoas interessadas no seu evento, casa de shows, enfim, no seu negócio. E para organizar, analisar, extrair informações e trabalhar esses dados, uma das ferramentas utilizadas é o CRM (Customer Relationship Management).

Com os dados devidamente estruturados, é possível criar estratégias que conversem diretamente com os interesses do público e, inclusive, dar novas diretrizes para suas produções.

Vamos entender mais sobre isto?

O que é um banco de dados?

Vivemos em uma era tecnológica e imagino que você já tenha alguma noção do que seja um banco de dados, certo? O fato é que, neste momento, o seu nome está inserido em uma ferramenta de CRM, assim como seu endereço, os dados do seu carro, e até as fotos que você publicou recentemente nas redes sociais.

Quando a tecnologia ainda não estava tão inserida em nosso meio, essa ação se resumia ao caderninho de anotações do mercadinho próximo de casa. Nele, o proprietário anotava o seu nome, seu contato, seu endereço e, até mesmo, as suas compras.

Hoje, podemos contar com ferramentas para inserir as informações de clientes de maneira organizada, consistente, protegida e acessível em tempo hábil.

Ou seja? O banco de dados é uma ferramenta utilizada de forma planejada, sistêmica e atrelada às necessidades diversas dentro de uma empresa, ou falando de forma mais direcionada, na organização do seu evento.

Para que ele serve?

Já adiantamos um pouquinho do “para que serve” um banco de dados. Mas, aprofundando um pouco mais no assunto, esse avanço na tecnologia é utilizado para dar suporte às ações que uma empresa, por exemplo, queira realizar.

Essas informações podem ser de clientes atuais, potenciais clientes, fornecedores, parceiros, funcionários, e muito mais. Eles atendem a, praticamente, qualquer tipo de aplicação. É por esse motivo que não existe só um tipo de banco de dados.

Existem várias ferramentas para coleta e armazenamento de dados. E, sabendo filtrar e analisar, é possível extrair uma enorme variedade de informações.

No Lets.events, por exemplo, existe um sistema que salva todos os dados das pessoas que já frequentaram pelo menos um evento de um mesmo organizador. E por trás dele, temos um banco de dados operando em tempo integral e com várias informações sobre os convidados que podem ser exploradas.

Para criar essa base de contatos, o produtor determina quais informações deseja que seu público preencha no ato da compra de ingressos. Isso pode ser feito, por exemplo, através de um formulário com perguntas básicas (como nome, sobrenome e e-mail) ou até mesmo personalizadas (perguntas criadas pelo próprio organizador).

Mas, como conhecer melhor seu público com a ajuda do banco de dados?

Como já adiantamos, o momento da compra dos ingressos é oportuno para conhecer melhor seu público. Ele já mostrou interesse no seu evento, na sua produção.

Você pode utilizar uma plataforma confiável para a venda dos ingressos, ou contar com seus funcionários para preencher um formulário em caso de compras de ingressos físicos. A partir daí é só aproveitar desta oportunidade para iniciar a captação dos dados que são relevantes para você e seu negócio.

Estruturas básicas de um formulário:

Dados primários: esses são os dados básicos, como o nome, sobrenome, e-mail e telefone;

Dados secundários: aqui são os dados como endereço, CPF/CNPJ e RG;

Campos customizáveis: esses espaços do seu formulário podem exigir uma resposta, ou não. São perguntas personalizadas e que podem ser respondidas em diversos formatos, como: uma caixa de texto para a pessoa escrever, lista (dropdown), múltipla escolha (radio button), e vários valores (checkbox).

Aqui, a ideia é que você inclua perguntas mais direcionadas ao seu nicho de atuação, e o objetivo é captar mais detalhes sobre os interesses do seu público.

As informações captadas neste formulário vão direto para um banco de dados. E você pode analisar esses dados e extrair informações para planejar ações de marketing, como:

  • Comunicar com o seu público no dia do aniversário, parabenizando e convidando para um evento;
  • Divulgar atrações confirmadas no seu evento;
  • Realizar pesquisas de satisfação;
  • Contactar clientes para retratação ou esclarecimentos, caso tenha ocorrido alguma situação;
  • Pesquisas para conhecer o estilo de música do público;
  • Campanhas com benefícios para quem mais frequenta os seus eventos;
  • E muito mais!

Os bancos de dados são muito eficazes e, ultimamente, têm sido indispensáveis. Como anda o controle do seu público? Você tem buscado conhecê-lo melhor?

É hora de pensar em como utilizar essa tecnologia a seu favor! Fale com um dos nossos especialistas e conheça mais sobre a ferramenta disponibilizada no Lets e como você pode se beneficiar com ela, ao planejar os seus eventos!