Pense em uma marca que você gosta. Pensou?

Provavelmente a identidade visual desta marca veio à sua mente. Ou talvez o segmento em que a empresa atua. Mas também sensações e lembranças estavam atreladas ao seu repertório em relação à esta marca. E, sabemos, que em questão de segundos tudo isto passa por seu consciente. Isto é o que chamamos de Branding. A forma como as marcas ficam registradas nas memórias dos clientes.

Guarde este conceito de branding, vamos ressignificá-lo logo abaixo e será importante ter esta base bem definida.

E o que é um evento?

Parece óbvio esta pergunta, mas às vezes é importante rever o óbvio, trazer novos valores e significados para palavras tão atreladas ao nosso dia-a-dia. De acordo Vanessa Martin, autora do livro Manual Prático de Eventos eventos são “todos os acontecimentos previamente planejados, organizados e coordenados de forma a contemplar o maior número de pessoas em um mesmo espaço físico e temporal, com informações, medidas e projetos sobre uma ideia, ação ou produto, apresentando os diagnósticos de resultados e os meios mais eficazes para se atingir determinado objetivo.”

Agora que você já tem uma breve noção do que é branding e já revisitou o conceito de eventos, provavelmente já percebeu a importância de aplicar o branding em todos os eventos que realizar. Certo? Pois bem, a necessidade existe, mas a questão é exatamente quais técnicas do branding utilizar na hora do planejamento e produção do seu evento.

E é sobre isto que vamos falar agora!

Técnicas de branding para eventos

Apesar de estarmos focando no branding para eventos ao longo deste conteúdo, é preciso deixar claro que, esta gestão da marca e a forma como ela é percebida pelo cliente é um processo contínuo. Ou seja, por mais que você utilize técnicas de branding em um evento, por exemplo, tais técnicas precisam estar atreladas a um planejamento macro, que conversa com outras frentes da sua empresa.

Dito isto, temos aqui três técnicas básicas para que seu evento seja lembrado positivamente pelos participantes e, mais que isto, sua marca seja atrelada a este momento.

    1. Identidade visual e divulgação

O logotipo da sua empresa não é a identidade visual do seu evento, é parte dele. As cores da sua marca, a tipografia, os ícones, tudo isto pode ser usado como referência na hora de construir a identidade visual do seu evento, mas lembre-se que você está criando um produto que servirá como meio para divulgar seus serviços e ou produto oficial.

Sim, seu evento deve ser visto como um produto da sua empresa, criado para compartilhar conteúdo, conhecimentos e expertises. E como consequência desta iniciativa, sua marca ganha notoriedade, autoridade. Portanto, a identidade visual é o primeiro contato do cliente com seu evento, afinal a divulgação estará toda baseada neste primeiro passo. Então, planeje, estruture e execute uma identidade visual com personalidade e adequada às necessidades do seu público.

    2. Experiências: a alma do branding

Se tem uma palavra que define branding é “experiência”. No branding para eventos é quase que uma redundância, afinal você está convidando pessoas para dedicarem seus respectivos tempos a um momento junto com você e sua empresa. Logo, além do conteúdo muito pertinente, você precisa oferecer experiências memoráveis.

O que muitas produções de evento pecam é em acreditar que o conteúdo das atrações de seu evento são o suficiente para proporcionar experiências memoráveis nos participantes. Mas é preciso ir além, saber como esse conteúdo vai ser passado, qual o nível de envolvimento dos participantes e, principalmente, o que de fato estão buscando ali.

Logo, a dica é: conheça o perfil do seu público e ofereça a ele mais do que está esperando encontrar no seu evento.

    3. Pelo quê você quer ser lembrado?

Seu evento chegou ao fim, deu tudo certo e os participantes saíram satisfeitos. Mas, o que você deseja que as pessoas levem de memórias sobre tudo o que vivenciaram?

Não basta o evento ser bom, ele deve deixar frutos para você, afinal ele leva o nome da sua marca.

As percepções do público em relação ao seu evento, obviamente, podem variar. Mas se você tiver clareza do que queria transmitir e de como queria ser lembrado, certamente as ações ao longo do evento estarão muito bem definidas para levarem sempre esse conceito aos participantes.

Sempre pense: “esta ação vai reforçar a imagem que quero que o público tenha da minha marca?”. Caso considere que não, utilize os custos e esforços dessa ação para decisões mais estratégicas.

Dicas apresentadas, agora é hora de colocar o branding em prática desde já. Se você já faz isto, aprimore sempre. Se ainda não faz, olhe para suas produções e veja a forma mais simples para dar os primeiros passos.

Agora que você aprendeu dicas valiosas de branding para aplicar e ter sucesso na sua empresa e nos seus eventos, o que acha de conhecer soluções para simplificar a gestão dos seus convidados?

O Lets.events tem uma equipe totalmente especializada para te ajudar. Clique aqui e fale com um dos nossos especialistas e  conheça as nossas soluções.

Boa sorte e, claro, muito sucesso!