Saiba como conseguir parceria para eventos científicos

Os patrocínios são importantes fontes de capital para a produção de eventos. Os patrocinadores ganham porque tem sua marca apresentada para um grande público e os organizadores se beneficiam do valor recebido. Mas como conseguir parceria para eventos científicos? Há diferença de outros tipos de produção?

Essas dúvidas são bastante comuns porque eventos de cunho científico são produções intelectuais e, por vezes, mais formais. Assim, é preciso ter mais cuidado para selecionar as empresas parceiras, pois é preciso que faça sentido para o público.

No post de hoje daremos dicas de como conseguir parcerias para eventos científicos, de forma que o acordo seja positivo para todos os envolvidos. Vamos lá?

10 Dicas para conseguir parcerias para eventos científicos

Contar com bons parceiros ao organizar eventos científicos é essencial para realizar produções incríveis e oferecer experiências memoráveis aos participantes. Confira as dicas que preparamos para fechar parcerias de sucesso!

1. Faça uma lista de empresas alinhadas com a proposta do evento

O primeiro passo para conseguir parceria para eventos é montar uma lista com empresas que tenham alinhamento com a proposta da produção. Em se tratando de eventos científicos, é interessante que sejam marcas voltadas para o conhecimento, como instituições de ensino e pesquisa, editoras e revistas científicas.

Para chegar aos nomes, é preciso considerar o público-alvo do evento. O que essas pessoas têm em comum em relação a hábitos de consumo? A partir dessa visão, poderá identificar com mais facilidade organizações relacionadas.

É importante ter em mente que o objetivo do patrocínio para as empresas é ter a sua marca exibida para seu público em potencial. Assim, é essencial que os participantes do evento possam vir a se interessar pelos produtos ou serviços que os parceiros oferecem.

2. Pesquise sobre os parceiros em potencial

Com a lista de possíveis parceiros, é hora de saber mais sobre eles. Realizar uma pesquisa antes de entrar em contato permitirá que entenda mais sobre cada empresa, seus valores, eventos que já patrocinaram e assim por diante.

Lembre-se que a oferta de uma proposta de patrocínio é como uma venda, em que aquele que irá investir dinheiro precisa entender o que terá como retorno. Sabendo o que os empreendimentos buscam fica mais simples fazer propostas irrecusáveis.

3. Defina quais serão as cotas de patrocínio

Um evento científico pode ter diferentes parceiros, com mais ou menos destaque, dependendo de quanto cada empresa está disposta a investir. Isso inclui a exibição em materiais do evento, backdrops, agradecimento no palco, divulgação nas redes sociais, entre outras opções.

Geralmente, os organizadores classificam as cotas de patrocínio em: diamante, ouro, prata e bronze. Os nomes podem ser os que você desejar, mas muitos utilizam esses pela clareza do significado.

É necessário abordar os possíveis parceiros já com as cotas definidas. Assim, os responsáveis por essa decisão terão mais facilidade de verificar se poderão ou não fazer parte e, se sim, qual será o valor investido.

4. Crie uma apresentação completa sobre o evento

Com todas as informações em mãos sobre as empresas e as cotas de patrocínio, chega o momento de criar uma apresentação completa sobre o evento. Essa será a proposta enviada por e-mail ou exibida em uma reunião.

Inclua informações sobre edições anteriores, se houver, com dados de público e dos resultados obtidos pelos patrocinadores envolvidos. Usar dados numéricos e depoimentos dessas empresas é uma forma de fortalecer os seus argumentos.

5. Apresente às empresas os benefícios da parceria

Mostre para as empresas quais benefícios elas podem obter ao fechar a parceria. Para encontrar bons argumentos, coloque-se no lugar de cada empreendimento. Isso te ajudará a identificar as informações certas para focar em sua proposta.

6. Apenas ofereça aos parceiros aquilo que puder cumprir

Para conseguir boas parcerias para o seu evento científico é preciso mostrar para as empresas o que elas ganharão com isso. Contudo, é imprescindível que apenas cite benefícios que estiverem ao seu alcance e realmente possa cumprir.

Garantir resultados grandiosos e que não tenha como controlar pode até fazer com que consiga parcerias. Contudo, esse resultado será positivo apenas em curto prazo. Afinal, se as promessas não forem cumpridas, dificilmente essas empresas irão apoiar projetos futuros que você realizar.

Conseguir parceria para eventos científicos não se diferencia tanto de outros tipos de produção.

7. Apresente métricas de eventos anteriores

As métricas, além de serem bastante úteis para identificar pontos a melhorar em eventos futuros, são ótimas para mostrar aos possíveis parceiros o potencial das suas produções. Dados como número de ingressos vendidos, taxa de recorrência, além de feedbacks positivos dos participantes são bastante poderosos.

8. Ouça as expectativas das empresas parceiras

Além de apresentar suas propostas baseadas nas informações que colheu previamente, ouça as expectativas das empresas. Entenda o que cada uma busca ao patrocinar o evento. Essa troca é bastante positiva e poderá ajudar vocês a obterem resultados ainda mais positivos com a parceria.

O diálogo é uma das principais chaves de parcerias de sucesso. Portanto, mantenha um canal de comunicação direto com as empresas parceiras. Dê sugestões, ouça as delas, troquem ideias, tenha em mente que essa relação poderá se estender para eventos futuros.

10. Não desanime ao receber uma recusa

Se você já atua no setor de eventos há algum tempo já sabe que ter propostas recusadas é totalmente natural. Entretanto, para organizadores iniciantes, receber um “não” pode ser um pouco mais duro.

Durante sua busca por parcerias para eventos científicos, possivelmente receberá algumas recusas. Em vez de se deixar desanimar, analise a situação e entenda os motivos que levaram a esse resultado. Então, utilize essas informações para aperfeiçoar as próximas propostas.

Conclusão

Conseguir parceria para eventos científicos não se diferencia tanto de outros tipos de produção. Apenas é preciso focar em empresas que tenham públicos relacionados ao do evento.

Somente assim esse relacionamento fará sentido a todos os envolvidos. Os participantes irão conhecer melhor empresas que oferecem produtos e serviços do seu interesse. As empresas se tornarão mais conhecidas pelo seu público-alvo. O organizador de eventos terá mais dinheiro para investir na produção e torná-la um sucesso.Gostou das dicas? Aproveite para navegar pelo Lets.blog e conferir mais conteúdos informativos sobre o setor de eventos!

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *