O universo da organização e produção de eventos pode ser bastante atrativo, principalmente para aqueles que sonham em abrir suas próprias produtoras após experiências passadas.

Separamos dicas preciosas que todos que estão abrindo seus próprios negócios no setor de produção de eventos precisam saber para começar com o pé direito. Confira!

Como é o mercado para quem quer abrir uma produtora de eventos?

Você está em dúvida sobre abrir ou não uma produtora de eventos? Então confira estes dados para entender que o mercado está extremamente aquecido, mesmo com as crises econômicas que o país vem passando.

A Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC) indica que este mercado vem crescendo, em média, 14% ao ano. Se levarmos em conta os gastos com eventos, eles ficam na casa dos R$210 bilhões para eventos corporativos e R$16 bilhões para eventos sociais. Sabe o que esses números representam? Em torno de 4,3% do PIB Nacional em 2018.

É importante levar em conta que, dependendo do porte do evento, ele pode ter um papel importantíssimo para movimentar a economia da cidade, do estado e até do país. Sabe como?

Através da utilização de uma rede de diversos serviços para que ele possa acontecer, como, por exemplo: alimentação, utilização de espaços e equipamentos, hotelaria, restaurantes, transportes, além de gerar empregos temporários para diversas necessidades que um evento possa ter.

Se animou para abrir a sua produtora de eventos? Então confira a seguir o que é preciso para fazer o seu desejo se tornar realidade.

Entenda o seu nicho de atuação

Antes de entrar de cabeça nessa, é preciso fazer uma pesquisa de mercado para entender qual o nicho de atuação da sua produtora. Verifique quais os tipos de eventos mais estão em falta na sua cidade ou o que pode ser melhorado na produção de eventos locais. Lembre-se também que é importante ter ideias que gerem lucro para você e não apenas sejam incríveis.

Com estas informações, você poderá ter ótimos insights para definir como atuará com sua produtora de eventos. Não se esqueça que, quando falamos em eventos, não estamos pensando apenas em festas, mas também congressos, shows, seminários, eventos esportivos e muito mais. Uma dica é pensar no que está em falta na sua região e que poderia ser uma ótima opção para quem mora lá.

Além disso, em hipótese alguma ignore a concorrência. A dica aqui é olhar para elas de diversos ângulos. É simples. Olhe para os pontos fortes, aplique seus eventos e aprenda com os pontos fracos da concorrência para não repetir em seu negócio. Também é importante ficar de olho nas tendências do ano para saber no que apostar.

Procure ajuda para abrir uma empresa

Se você não tem ideia de como começar, saiba que é preciso abrir uma empresa para dar os primeiros passos com o seu negócio. Não hesite em buscar ajuda de especialistas para este momento.

É preciso entender que você não irá começar com uma mega produtora se o investimento for baixo. Para casos como este, existe a opção de você ser MEI (Microempreendedor Individual). Muitas pessoas optam pelo MEI por conta do processo burocrático simplificado. Também pode abrir uma micro ou pequena empresa, dependendo da receita bruta anual que você tenha.

Sim, são diversas opções e é necessário muita pesquisa e consultas para encontrar a melhor para o seu negócio de organização e produção de eventos. No site do Sebrae você pode encontrar tudo explicado sobre cada modalidade e escolher a melhor para o seu momento atual.

Entenda os gastos que você terá com a sua produtora de eventos

Lembre-se que os gastos da produtora não são apenas aqueles gerados no momento de produzir um evento. Lembre de gastos com água, luz, telefone, internet, aluguel de espaços para trabalhar, transporte...

Para manter o ROI (Retorno sobre investimento) da sua empresa no azul, você precisará saber exatamente toda a movimentação de caixa dela. É importante anotar tudo o que entra e sai, então saiba que as planilhas serão suas melhores amigas neste momento. Existem fórmulas em programas de planilhas que podem facilitar e muito esta parte burocrática do seu trabalho.

Torne-se um especialista no setor

O que queremos dizer sobre isso? É que, quanto mais qualificado você for na organização e produção de eventos, mais requisitado e bem pago será. Converse com especialistas na áreas de organização e produção de eventos, fique atento nas tendências, frequente cursos e palestras voltados para o setor e o mais importante: faça networking.

Quem tem contatos tem tudo, já dizia o ditado. O seu evento será um sucesso se você estiver em contato com outros produtores, patrocinadores, assessores de artistas, fornecedores e muito mais. Manter uma boa relação com todos eles é fundamental para que você não entre no mercado com a imagem “suja”.

Saiba se comunicar, trocar ideias com profissionais do ramo, seja simpático e saiba vender seu peixe. Um ótimo lugar para fazer o networking é em workshops, feiras e eventos voltados para a área de eventos.

Conclusão

Um bom profissional do ramo de produção de eventos deve saber desde o começo como se destacar no mercado. Busque verificar qual a demanda de eventos que existem em sua cidade e se a concorrência não é grande.

Se for, use-a como exemplo para aplicar os pontos positivos e não repetir os erros cometidos por ela. Assim, o seu evento terá mais chances de ser um sucesso.

É claro que quem está iniciando não conta com todos os recursos possíveis logo de cara, então recomendamos você anotar todos os gastos que terá com a sua produtora (desde a internet utilizada até o gasto com fornecedores para o evento) para ter controle total do fluxo de caixa.

E não deixe de estudar sempre e se relacionar com aqueles que entendem do assunto. Um bom profissional é aquele que não dorme no ponto e está sempre atento ao que é tendência e sucesso e o que não funciona.

Esperamos que com estas dicas que te demos, você possa dar os primeiros passos nessa caminhada que, temos certeza, será de grande sucesso! Vamos juntos?

Para receber mais dicas como esta, não deixe de assinar a nossa newsletter!