Você já ouviu falar em semiótica? Semiótica é a ciência que estuda os meios pelos quais o homem se comunica, sendo eles verbais ou não. Para o estudioso Décio Pignatari (1927), a semiótica é uma ciência que ajuda a ler o mundo, ou seja ela ajuda a perceber a realidade à nossa volta por meio de todas as formas de comunicação.

E o que isso tem a ver com as dicas para casas noturnas? Te explicamos já.

1. Estude o seu público

Nossa primeira dica para sua casa noturna superar seus concorrentes é absorver o significado da semiótica e aplicá-lo à sua rotina. Como? Simples. Se o princípio básico da semiótica é estudar as formas como o homem se comunica, perceber a realidade do entorno e promover mudanças a partir destas informações, a proposta é estudar o seu público.

Se empenhe para entender as formas como ele se comunica, seja uma forma verbal ou não. E utilize essas informações para criar estratégias e providenciar ações eficazes.

2. Ouça o que seu público tem para dizer

Provavelmente você já faz isso, certo? Afinal, entender o público é o principal passo ao abrir uma casa noturna. Mas a partir do momento em que você internaliza essa necessidade, começa a fazer esta análise de uma forma consciente e estratégica. Diante deste cenário, temos aqui nossa segunda dica: fazer análises estratégicas envolvendo pesquisa de campo. Ou seja:

  • Ouvir seu público -  seja de forma digital ou presencial;
  • Observar comportamentos;
  • Registrar melhores práticas já aplicadas e que deram o retorno esperado.

Tudo parece simples e óbvio?

Acredite, as rotinas corridas ou até mesmo a falta de conhecimento, fazem com que empreendedores pulem etapas simples das estratégias de marketing. O seu público, certamente, tem várias opções de entretenimento, e vários motivos o levam a tomar a decisão do local que irão frequentar.

Podem ser questões financeiras, afinidade com o estilo da casa, repertórios musicais e atrações oferecidas no local, estrutura física, preferência dos amigos, dentre outros. Mas você sabe quais motivos levam seu público à sua casa?

3. Use o poder do marketing digital

Ficou na dúvida? Não soube responder? Ou a resposta estava na ponta da língua? Qualquer ação de marketing tem por exigência básica entender o público para o qual está falando. E é aqui que entra nossa terceira dica: use o poder do marketing digital para conversar com seu público e aplicar pesquisas dinâmicas, simples de serem respondidas.

Use os canais digitais para interagir e se aproximar de quem frequenta seu espaço. Mas fique atento, nada de sobrecarregar seu cliente de informações, perguntas e interações. As redes sociais, por exemplo, são um espaço para socializar, não use apenas como publicidade. Leve ao seu público aquilo que ele quer ver, ler e ouvir.

Depois de entender os motivos que levam seu público à sua casa, é hora explorá-las!

Como explorar os potenciais da sua casa?

4. Mão na massa

Vamos à quarta dica: se já tem em mãos as informações de quais são os potenciais da sua casa é hora de trabalhar na otimização e divulgação dos mesmos. As ações a serem tomadas vão variar conforme o resultado da sua pesquisa. Vamos supor que através das pesquisas você constatou que o atendimento da sua casa noturna é o seu ponto forte.

O plano de ação será investir ainda mais no treinamento da sua equipe, quanto mais personalizado melhor. É importante também que, neste momento, você evite alta rotatividade, afinal, os clientes criam vínculos (com seus promoters, atendentes, baristas, etc), se sentindo em casa.

5. Divulgação além do convencional

Se sua estrutura é o foco, nossa quinta dica é investir na divulgação do espaço. Lembrando que divulgação é a chave para qualquer desafio, mas neste caso vamos usar a estrutura apenas com um exemplo para a dica ficar mais prática, ok?

Ofereça visitas fora do horário de abertura da casa, leve seus clientes para dentro do seu espaço, promova ações de interação que faça com que eles criem vínculos com seu espaço e, claro, com sua equipe. Inove no seu mercado e esteja um passo à frente dos seus concorrentes, invista em tecnologia, faça parceria com empresas de bebidas para ações de trade marketing e explore estratégias além do horário comum de funcionamento da casa.

Medidas simples, como essas, com o público certo vão gerar burburinhos e, a partir daí, a informação vai circular, atingir novos clientes e fidelizar os antigos. A divulgação vai partir do seu próprio cliente. Quer chancela melhor do que um amigo indicando um produto ou serviço incrível?

6. Digitalize os processos

Para finalizar, vamos à sexta dica! Voltaremos um pouco ao digital, para trazer mais possibilidades para você. As plataformas digitais para venda de ingressos podem e devem ser muito mais exploradas. A identidade visual destas páginas e a limitação de informações inseridas ali, normalmente é padrão, contudo, você pode interagir com o público fazendo ações especiais para quem acessou a página, comprou ingressos, ou mesmo frequenta esses canais diariamente. Quem sabe fazer uma parceria com a própria empresa que administra a plataforma?

Criar listas de convidados a partir destas plataformas digitais e propor ações direcionadas é uma ação eficaz. Afinal, pelos canais digitais você tem a possibilidade de extrair o máximo de informações sobre o cliente e, consequentemente, personalizar cada vez mais a relação.

O Lets.events possui soluções para casas noturnas, com ferramentas completas para que você possa fazer toda a gestão dos seus participantes com listas de convidados e venda de ingressos em um só lugar. Converse com um dos nossos especialistas e entenda como o Lets pode simplificar os seus eventos.

Pronto! As 6 dicas foram apresentadas! Você gostou? Achou viável? Então, quando colocar em prática, não deixe de compartilhar aqui com a gente. Combinado?