O final do ano é um momento em que tradicionalmente as pessoas gostam de se encontrar para comemorar a etapa que está sendo encerrada. Mas como pensar em festas de fim de ano no momento atual, em que ainda estamos em uma pandemia?

Por mais que ainda não se saiba exatamente quando poderemos reunir muitas pessoas em um mesmo ambiente, existem alternativas para confraternizar em segurança. Siga a leitura para saber como isso é possível e conferir algumas dicas.

Retomada das festas de fim de ano e confraternizações

Os números da pandemia têm se mostrado animadores por conta do avanço da vacinação em todo o Brasil. Com isso, aumentam as expectativas sobre as festas de fim de ano. Entretanto, como não temos uma data exata de quando a pandemia se dará por encerrada, ainda é preciso um pouco de cautela.

O mês de dezembro é tradicionalmente uma época em que o mercado de eventos fica aquecido. São formaturas, confraternizações, além das festas de Natal e Ano Novo. Porém, é importante lembrar que ainda é necessário considerar aspectos ligados à segurança dos participantes, da equipe e de todos os envolvidos.

De qualquer forma, uma coisa é fato, o cenário é muito mais favorável do que o do fim do ano de 2020. Isso é bastante motivador, não apenas para as pessoas que estão ansiosas para se reunirem com amigos e comemorar, mas também para os produtores de eventos.

8 Dicas para pensar em festas de fim de ano no momento atual

Em 2020 surgiu a expressão “novo normal” para se referir à realidade imposta pela pandemia. Ao final de 2021 estamos percebendo que esse novo normal está se transformando e adaptações têm sido feitas.

Se meses atrás a recomendação era que todos ficassem em casa, agora já vemos o relaxamento das medidas de segurança. Por mais que elas ainda sejam necessárias, estão cada vez menos rígidas.

Os organizadores de eventos que estejam preparando produções para o fim de ano devem considerar alguns pontos. Veja quais são eles.

1. Acompanhe a situação da pandemia na sua cidade

Em primeiro lugar, é preciso considerar que o Brasil é um país extenso com grandes variações na situação da pandemia. Dessa forma, cada cidade tem as suas próprias determinações e restrições.

Para organizar uma festa de fim de ano segura e de sucesso é preciso se manter atento aos protocolos da cidade em que o evento irá acontecer. Assim poderá oferecer aos participantes uma festa segura e de qualidade.

2. Atente-se à capacidade do local

Um cuidado importante a ser tomado é verificar a capacidade do local e reduzir o número de pessoas para garantir certo distanciamento. Aqui vale a regra de verificar os protocolos da cidade e também de criar os próprios.

Se for um evento com mesas, é válido que fiquem com um bom espaço para circulação de pessoas e evitar a formação de aglomerações. Assim, todos poderão se levantar para acompanhar os shows e dançar mantendo a segurança.

3. Realize treinamentos com a equipe

Se em uma situação normal já é importante que a equipe receba um treinamento, no momento em que vivemos isso é fundamental. Os colaboradores devem estar preparados para orientar as pessoas e ajudá-las a seguirem as recomendações.

Todos devem usar uniforme ou algo que os diferencie dos demais para facilitar a identificação. Além disso, é importante que usem boas máscaras e realizem a correta higienização das mãos com álcool em gel.

Os números da pandemia têm se mostrado animadores por conta do avanço da vacinação em todo o Brasil. Com isso, aumentam as expectativas sobre as festas de fim de ano.

4. Informe os participantes sobre os protocolos

Os participantes do evento devem ser informados sobre os protocolos previamente, de preferência no ato da compra do ingresso. Assim irão chegar ao local já cientes sobre cuidados, como o uso de máscara, distanciamento e higienização das mãos.

5. Conte com profissionais para organizar a entrada e saída

A organização de um evento começa na entrada, nesse sentido, é preciso que haja funcionários do lado de fora para organizar a entrada e evitar aglomerações. É válido contar com sinalização no chão para manter uma distância segura. O mesmo cuidado deve se repetir na saída.

6. Defina lugares para grupos

Em festas de fim de ano as pessoas costumam ir em grupos e é preciso definir lugares para garantir que o distanciamento seja mantido. Quanto melhor for a organização das mesas, maiores são as chances de todos respeitarem.

Se possível, os lugares podem ser marcados com nomes e a quantidade de cadeiras necessárias. Esse é um formato já utilizado em festas de formatura que facilita muito a disposição das pessoas.

7. Utilize placas de sinalização para orientação

As placas de sinalização são bastante úteis para orientar as pessoas. Por mais que o protocolo seja passado previamente, devemos nos lembrar que se trata de um local de descontração, em que muitos se esquecem de certos detalhes.

Dessa maneira, as placas funcionam como lembretes da distância a ser mantida, do uso de máscara e até mesmo para sinalizar os tótens de álcool em gel para a higienização das mãos.

8. Atenção especial aos alimentos e bebidas

Os alimentos e bebidas são elementos importantes em festas em geral, especialmente nas de fim de ano, em que é uma tradição fazer brindes. Existem alguns cuidados que precisam ser tomados nesse sentido para garantir a segurança de todos.

Em primeiro lugar, é necessário pensar em como as pessoas serão servidas. Se possível, elas deverão permanecer em suas mesas e aguardar a entrega do que foi pedido pela equipe de garçons para evitar uma grande circulação.

Os pedidos podem ser feitos através de um aplicativo ou site acessado via QR code, também para evitar o contato com cardápios que passem de mão em mão. A tecnologia é uma grande aliada da organização de eventos e deve ser explorada.

Viu só como dá para produzir festas de fim de ano no momento em que vivemos? Com organização, planejamento e preparo é possível proporcionar aos participantes festas divertidas e seguras para encerrar 2021 e receber 2022 em grande estilo!