Turismo de negócio e eventos no Brasil

Turismo de negócio e eventos: confira tudo o que você precisa saber

O turismo de negócio e eventos é um mercado com grande potencial. É movimentado por pessoas com interesse em realizar viagens com objetivo profissional. Os grandes congressos realizados em destinos, muitas vezes turísticos, são bons exemplos dessa tendência.

Esse mercado do setor de eventos é conhecido mundialmente pela sigla MICE, formada por: Meetings, Incentive, Conferences and Exhibitions. Traduzindo: Reuniões, Incentivo, Conferências e Exposições.

Vamos saber mais a respeito do turismo de negócios e eventos? Continue a leitura e confira informações valiosas para considerar em suas próximas produções!

Turismo de negócio e eventos no Brasil

Não é segredo que o setor de eventos foi um dos mais afetados pela pandemia. No entanto, os números alcançados com a retomada mostram que o mercado está em um bom momento.

Inclusive, a demanda está tão elevada que os prazos ficaram cada vez menores e há dificuldade de contratação de pessoal. É o que afirma Meire Medeiros, proprietária de uma empresa de eventos, em matéria da CNN Brasil.

O nicho de eventos de negócios é um dos que se destaca neste cenário. De acordo com a Ubrafe (União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios), apenas em 2022 há mais de 700 produções programadas no país.

A grande procura por eventos de viés profissional estimula também o turismo. Afinal, grande parte do público viaja até a cidade em que o evento é realizado, permanecendo por alguns dias. Isso é bom para o comércio local e também para tornar as atrações turísticas da região mais conhecidas.

Vantagens do turismo de negócio e eventos

O turismo de negócio e eventos é benéfico para o organizador e para as cidades em que as produções são realizadas. Veja alguns dos impactos gerados através dessas iniciativas.

Equilíbrio para períodos de baixa no turismo

Como os eventos de negócios atraem um grande público, podem ser agendados estrategicamente para épocas de baixa temporada na região. Afinal, a realização dessas produções independe do clima.

É possível, por exemplo, organizar uma grande convenção em um destino litorâneo em épocas de menor incidência de turistas, como o outono e o inverno. Dessa forma, se equilibra os períodos sazonais.

Retorno dos participantes do evento para lazer

É comum que pessoas que viajam para destinos turísticos para participar de eventos de negócios retornem em outra época para lazer. Assim, voltam trazendo familiares e grupos de amigos, movimentando cada vez mais o turismo local.

Alta rentabilidade

Segundo o Ministério do Turismo, o turista do segmento negócios e eventos tem um gasto médio mais alto, se comparado ao turista de lazer. Isso é ótimo porque incentiva o comércio, com destaque para hotéis, restaurantes, lojas e outros estabelecimentos próximos ao local do evento.

Demanda mantida em períodos de crise

Mesmo em períodos de crise, as pessoas com interesse em turismo de negócio e eventos não deixa de frequentar essas produções. Possivelmente porque o desejo de evoluir e crescer profissionalmente segue sendo uma prioridade para muitos. Esse é um indicador importante para quem trabalha na área.

Desenvolvimento científico e tecnológico da região

Eventos voltados para negócios são grandes celeiros de ideias, projetos e soluções para problemas diversos. As cidades que os sediam muitas vezes herdam esses legados, impactando positivamente toda a comunidade local.

Principais atividades do turismo de negócio e eventos

Existem muitas oportunidades a explorar no segmento de turismo de negócios e eventos. Confira algumas atividades com potencial de sucesso.

Conferências

As conferências consistem em apresentações feitas por especialistas sobre determinado tema.

Congressos

Eventos de grande porte que reúnem membros de alguma associação ou classe para discutir temas da atualidade e relacionados à área de atuação dos participantes.

Convenções

Encontros que reúnem colaboradores de grandes empresas ou interessados em uma área em particular. São exemplos: convenções de advogados, supermercadistas e empreendedores do setor da saúde.

Cursos

Os cursos realizados no contexto do setor de eventos possuem duração reduzida e caráter intensivo. Os participantes se reúnem durante alguns dias para adquirir conhecimentos e desenvolver habilidades.

Feiras

As feiras são semelhantes às convenções, no entanto, se diferenciam pelo caráter comercial. Os expositores apresentam os seus produtos e serviços ao público em estandes, havendo também apresentações artísticas e palestras. 

Rodadas de negócios

As rodadas de negócios reúnem empresas e compradores em potencial. Por já saberem do interesse um do outro, a negociação é facilitada. Esses eventos podem ocorrer como parte de outras produções ou separadamente. 

Seminários

Os seminários são eventos de caráter técnico, em que pessoas com o mesmo grau de formação vão para ampliar seus conhecimentos. Os grupos são reduzidos porque todos participam do debate sobre o tema proposto.

Workshops

Os workshops se assemelham aos seminários, entretanto, seu objetivo é voltado mais para atividades práticas do que para a teoria. Podemos dizer que, enquanto na modalidade anterior são discutidas ideias, no workshop as pessoas colocam a mão na massa.

Pilares do turismo de negócios e eventos

Para o turismo de negócios e eventos existir e funcionar em uma região, existem alguns pilares fundamentais. Veja quais são eles a seguir, lembrando que as parcerias são positivas para todos os envolvidos.

Agências de turismo

As agências são as responsáveis por organizar os pacotes de viagens para os interessados em participar dos eventos. Como o público-alvo é formado por profissionais, muitos preferem contratar o serviço em vez de fazer por conta própria. 

Serviço de translado

Os turistas de negócios e eventos não querem chegar ao destino e terem que se preocupar com transporte. O ideal é já saber que haverá um carro esperando para levar ao hotel e fazer o mesmo para ir ao local do evento durante toda a estadia.

Hospedagem e alimentação

Os hotéis oferecidos aos participantes de eventos dessa natureza devem ser adequados ao público. Geralmente, o que eles buscam é um local confortável e bem localizado para facilitar o deslocamento.

As sugestões de restaurantes parceiros podem ser parte do hotel. Se não houver, é válido realizar parcerias com estabelecimentos de qualidade e localização estratégica.

Organização do evento

Por fim, está a organização do evento em si, que deverá contar com espaço adequado e fornecedores de confiança para a realização de uma produção de qualidade.

Agora você já sabe as principais informações a respeito do turismo de negócio e eventos. Quer conferir mais conteúdos informativos e dicas sobre o setor? Navegue por outras postagens do Lets.blog e aproveite!

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.